Previdência Usiminas

No plano PB1, o resultado consolidado dos investimentos foi de 10,66%, frente à meta atuarial de 15,40%. A cota contábil obteve retorno de 10,79%.

O desempenho por segmento de aplicação, comparado aos benchmarks definidos na Política de Investimentos do ano de 2021, está demonstrado no quadro a seguir:

A rentabilidade do segmento de Renda Fixa foi inferior ao seu benchmark (IPCA + 4,90% a.a.), principalmente em função do baixo rendimento dos títulos indexados marcados a mercado, que tiveram rentabilidade de 1,46%, afetada pela elevação das taxas de juros, versus 15,45% do benchmark do segmento. Além disso, contribuiu para a não superação do benchmark o desempenho dos títulos indexados ao CDI, que apresentaram baixa rentabilidade devido à taxa Selic, que, mesmo se elevando ao longo do ano, apresentou variação de apenas 4,39% em 2021. Ambos os títulos representavam aproximadamente 18% do segmento. 

A rentabilidade do segmento de Renda Variável foi diretamente impactada pela forte desvalorização dos fundos de ações (-14,52%), além do fato de que as ações USIM3 tiveram rendimento de apenas 0,22% no ano, sendo que essa possui participação de 72% no segmento. Apesar disso, o segmento de Renda Variável obteve rendimento superior ao benchmark (Ibovespa) de -3,55% versus -11,93%. 

O segmento de Investimentos Estruturados apresentou retorno inferior ao seu benchmark devido à baixa performance do Fundo Multimercado exclusivo, que foi impactado principalmente nos meses de julho, outubro e novembro com aumento expressivo da volatilidade dos ativos de risco. 

A rentabilidade do segmento de imóveis foi superior ao benchmark, principalmente em função do resultado das reavaliações dos imóveis da carteira, além da excelente rentabilidade da participação da Previdência Usiminas no resultado do Shopping Diamond Mall, de 792% no período. 

Já o segmento de Empréstimo a Participantes obteve rentabilidade superior ao benchmark, visto que as concessões são sempre realizadas com remuneração acima do benchmark. 

O segmento de Investimentos no Exterior teve sua alocação inicial realizada em novembro e apresentou retorno negativo de 4,31% contra o benchmark positivo de 1,92%. O resultado dos investimentos no exterior foi impactado pela realização das ações do setor de tecnologia ocorrida, principalmente, em dezembro, prejudicando a performance do fundo Genial MS US Growth, que detém grande participação no setor. 

O resultado da carteira consolidada de investimentos foi inferior à meta atuarial (INPC + 4,76% a.a.) em função dos resultados, principalmente, dos segmentos de Renda Variável e Estruturados, que representavam cerca de 19% do patrimônio do plano ao final do exercício.

WordPress Lightbox