Previdência Usiminas

Tire todas as dúvidas sobre perfis de investimento

É uma forma de oferecer ao participante a opção pela aplicação financeira do saldo de suas contribuições pessoais feitas para o plano, incluindo os investimentos portados de outros planos previdenciários, quando houver, e as contribuições adicionais. As aplicações são realizadas de acordo com o perfil escolhido, sempre observando as diretrizes do Conselho Monetário Nacional (CMN), da Política de Investimentos aprovada pelo Conselho Deliberativo da Previdência Usiminas e demais legislações que regem as Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC).
Nos planos Usiprev e Cosiprev, os participantes ativos podem escolher entre um dos três perfis de investimento: Conservador, Moderado e Agressivo.

Todos os participantes ativos, autopatrocinados e diferidos (BPD) dos planos Usiprev e Cosiprev.

Os perfis servem justamente para adequar a carteira, o conjunto de aplicações que terão uma probabilidade maior de atingir o seu objetivo, o seu horizonte, respeitando a sua tolerância ao risco. Esta é a função do perfil de investimento. Aquela pessoa que é conservadora, poderá escolher um perfil em que a carteira oferece menos riscos. Já a pessoa que tolera mais riscos, que sabe que o mercado vai flutuar hoje e amanhã, mas que, ao longo dos anos seus investimentos poderão render mais, ela poderá escolher um perfil adequado as suas características e objetivos individuais, como o perfil Moderado ou o Agressivo. Os perfis, portanto, permitem a customização das características individuais que antes não podiam ser atendidas por um único instrumento.

Você precisa considerar o seu nível de tolerância e aversão a riscos e o tempo que ainda irá contribuir para a sua poupança até a aposentadoria. Cada pessoa possui uma tolerância ao risco que lhe é peculiar. Analise, conheça mais sobre o tema e faça a sua Análise de Perfil do Investidor (API) para auxiliá-lo na identificação do seu perfil de investidor. Para isso, os participantes dos planos Usiprev e Cosiprev devem acessar o seu Autoatendimento e clicar no menu Perfil de Investimentos.

Nos planos Usiprev e Cosiprev o perfil Conservador é composto em sua maioria por títulos de renda fixa. Há também uma parcela alocada em investimentos estruturados e em operações com participantes (empréstimo). Enquanto os perfis Moderado e o Agressivo, além de obterem também aplicações em títulos de renda fixa, investimentos estruturados e operações com participantes (empréstimos), oferecem uma exposição crescente em bolsa de valores (renda variável), o principal ativo de risco. São perfis que podem rentabilizar acima das aplicações conservadoras no longo prazo, mas que no curto prazo tem a característica de sofrer flutuações.

Renda fixa e renda variável são duas categorias de investimento que podem influenciar o quanto o seu dinheiro renderá ao longo do tempo. Os investimentos de renda fixa podem ser divididos em duas modalidades diferentes: pré-fixados e pós-fixados. Neste caso, os pré-fixados são os títulos em que se conhece a taxa de juros contratada no momento da aplicação e, consequentemente, o valor que será resgatado na data de vencimento. Se, por exemplo, a rentabilidade contratada do título foi de 10%, essa será a remuneração do título. Já os títulos pós-fixados são aqueles em que a rentabilidade é atrelada à variação de um determinado índice, como o IPCA (índice oficial da inflação do Brasil), a taxa DI (que acompanha a taxa Selic), ou a própria Selic (taxa básica de juros da economia). Nessa modalidade não é possível saber o valor que será resgatado na data de vencimento, uma vez que os índices sofrem variações ao longo do período e podem ser maiores ou menores do que a taxa vigente no momento da aplicação. Entre os investimentos de renda fixa mais conhecidos no mercado hoje estão a poupança, os Títulos do Tesouro Nacional, Certificado de Depósito Bancário (CDB), Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Debêntures.

Entre os investimentos de renda variável, os mais conhecidos são as ações, derivativos, e fundos de ações. Quando se fala de renda variável, o mercado mais acessado é o de ações. Este tipo de investimento é mais apropriado para quem espera um retorno superior e aceita correr mais riscos. É a relação risco versus retorno: quanto maior o risco, maior poderá ser o retorno da aplicação. No caso do mercado de ações, o preço de uma determinada ação sofre oscilações ao longo do tempo, causadas por fatores como situação financeira da empresa ou notícias sobre o setor em que ela atua, por exemplo. De um dia para outro, o valor investido pode ter uma grande variação positiva, mas também pode sofrer grandes perdas.

Existem diferentes riscos ligados aos investimentos: risco legal, de liquidez, operacional, sistêmico, de crédito, de mercado e outros. Você pode conhecer melhor cada um deles consultando as Políticas de Investimentos do Cosiprev e do Usiprev. Um dos principais riscos é o de mercado, que é a incerteza relacionada aos retornos esperados de um investimento em decorrência de variações em fatores de mercado, como, por exemplo, as taxas de juros, as oscilações dos preços de ações e dos contratos de operações de empréstimos.

Não existem investimentos sem riscos. O que acontece é que alguns investimentos possuem maiores exposições aos riscos do que outros. No mercado financeiro, risco e retorno andam de mãos dadas. Daí a importância de fazer um diagnóstico preciso de seu perfil como investidor. E lembre-se: um investimento em previdência, independentemente do perfil escolhido, é um investimento de longo prazo e a rentabilidade apresentada por qualquer perfil no passado não é garantia de retorno no futuro.

Qualquer tipo de investimento traz em si um nível de risco. Um erro recorrente dos investidores é esperar que os resultados alcançados no passado sejam os mesmos no futuro. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Por isso, é tão importante avaliar antes de tomar uma decisão, pois uma escolha inadequada poderá comprometer a sua poupança previdenciária no futuro. E lembre-se: a escolha pelo perfil é individual e de responsabilidade única de cada participante.

Para não correr o risco de perder parte do patrimônio que acumulou em um perfil de maior exposição a risco, já que a probabilidade da pessoa recuperar eventuais perdas no curto prazo é baixa.

O participante que tem o perfil mais conservador e estiver na carteira agressiva, poderá viver constantemente inquieto e frustrado com a volatilidade do mercado. Já a pessoa quem tem o perfil mais agressivo e falta muito tempo para a aposentadoria e opta pelo perfil conservador, poderá se questionar que, se estivesse correndo mais riscos, talvez pudesse alcançar rentabilidades maiores no longo prazo. Por isso, é importante adequar as características individuais ao perfil de investimento.

Antes de escolher o perfil, é importante buscar informações sobre o assunto, avaliar o momento em que se encontra no ciclo de vida, se está próximo ou longe da aposentadoria, quais os objetivos e se fazer algumas perguntas. Como por exemplo: O que eu priorizo: rentabilidade e diversificação dos investimentos ou segurança e tranquilidade? Se as ações no mercado caem, fico preocupado a ponto de não conseguir dormir? Quanto tempo ainda pretendo contribuir antes de me aposentar? Essas e outras perguntas podem te ajudar a definir o seu perfil e estão disponíveis em um questionário, chamado Análise de Perfil de Investidor – API, no menu Perfil de Investimentos do Autoatendimento dos planos Usiprev e Cosiprev.

A API é uma ferramenta utilizada para ajudá-lo a identificar o seu Perfil de Investidor e consiste em perguntas sobre suas características pessoais, tais como: traços de personalidade, preferências, conhecimento em investimentos e vivência no mundo dos investimentos. Tudo isso será considerado para avaliar sua tolerância ao risco, ou seja, sua capacidade de tolerar flutuações em suas aplicações como forma de buscar retornos maiores para seus investimentos ao longo do tempo. Responder ao questionário deve ser encarado como um momento de reflexão e um passo importante para uma decisão consciente de investimentos. Para responder a API, clique no menu Perfil de Investimentos disponível no Autoatendimento.

A Análise de Perfil de Investidor pode e deve ser revisitada periodicamente. No entanto, o perfil de investidor não é algo que deveria ser alterado com muita frequência. Por exemplo, há pessoas que estando no Perfil Agressivo em um semestre e percebe que o resultado teve uma forte queda, acaba mudando para o Conservador para evitar mais perdas, ao invés de aguardar uma possível recuperação no longo prazo, e acabam perdendo parte da reserva nessa mudança. Na Previdência Usiminas, o prazo mínimo estabelecido no Regulamento dos planos para alterar o perfil de investimentos é a cada seis meses, e o participante pode mudar ou não de perfil após esse prazo.

Não. Os recursos a serem investidos de acordo com o perfil de investimento escolhido são as contribuições pessoais do participante, os portados de outros planos previdenciários, quando houver, e as contribuições adicionais que ele fizer. As contribuições da patrocinadora serão investidas no perfil Conservador.

Automaticamente os recursos de todos os participantes serão alocados no perfil Conservador. No entanto, caso tenha interesse em alterar o seu perfil, basta clicar no menu Perfil de Investimentos no Autoatendimento do seu plano e fazer a alteração. Em caso de dúvidas, ligue para 0800 083 1111 ou entre em contato por meio do Fale Conosco.

Não. A responsabilidade pela escolha da carteira de ações caberá aos gestores da área de Investimentos da Previdência Usiminas, observadas as diretrizes legais e a Política de Investimentos dos planos Usiprev e Cosiprev, que é aprovada pelo Conselho Deliberativo da Entidade.

O apetite ao risco pode ser considerado como uma tendência para assumir riscos. A tolerância ao risco é o grau de variabilidade nos retornos de investimento que um investidor está disposto a suportar. A tolerância ao risco é um componente importante no investimento. Você deve ter uma compreensão realista de sua capacidade e disposição (vontade) para suportar oscilações no valor de seus investimentos.

Não. Uma vez formalizada a sua opção, você poderá alterá-la a cada seis meses e a alocação dos recursos será no primeiro dia útil do mês subsequente.

Para fazer a alteração, clique no menu Perfil de Investimentos disponível no portal de Autoatendimento. Todos os participantes ficarão automaticamente no perfil Conservador. Em caso de dúvidas, ligue para 0800 083 1111 ou entre em contato por meio do Fale Conosco.

Sim. No entanto, é recomendado avaliar de tempos em tempos para verificar se o perfil está alinhado ao seu momento de vida e objetivos.

WordPress Lightbox